Notícias

JÁ ESTAMOS EM ABRIL!  E O PLR 2017 DOS TELEOPERADORES QUE É BOM, NADA!

 

As empresas de teleatendimento não pagaram o PLR de 2017 (Programa de Participação nos Lucros e Resultados), apesar dos protestos dos sindicatos nas várias reuniões, as quais, até então, resultaram em mero “blábláblá” dos patrões que buscam ganhar tempo e tentam dar um calote nos trabalhadores.

 

A FENATTEL e os sindicatos filiados exigem uma definição sobre o PPR de 2017 o mais breve possível, afinal os trabalhadores se esforçaram durante todo o ano em prol das metas operacionais e financeiras das empresas, logo, está mais do que na hora de dividir com quem fez o resultado, pelo menos uma fatia do “bolo” com os trabalhadores que exigem PLR 2017 JÁ!

 

 

Chega de Enrolação!

Está agendada uma reunião entre o Sinstal e a comissão nacional de negociação de teleatendimento da FENATTEL para o próximo dia 12/04, em São Paulo. Nessa reunião, em nome dos trabalhadores, os dirigentes sindicais vão reiterar o repúdio à “enrolação” patronal e exigirão uma proposta de PPR 2017 JÁ, além da aplicação do novo salário mínimo, retroativamente a primeiro de janeiro.

 

Mobilização

Enquanto em mesa de negociação a comissão de teleatendimento da FENATTEL busca, de todas as formas,  superar a intransigência e a inércia das empresas quanto a uma proposta de PPR e o novo salário mínimo, é fundamental continuar desenvolvendo atividades de protesto/mobilização em todos os estados, pois só a mobilização é capaz de mudar esse quadro. 

 

A orientação é que nos dias 10 e 11, nas portas de todas as empresas, ocorram fortes protestos e veicular na imprensa de cada estado, que estas empresas lucram durante anos com a economia de impostos, sequer pagam o salário mínimo, confiscam a renda legitima do trabalhador e transfere aos bolsos dos acionistas.

 

 

 

 

Hashtags: