Notícias

 

Ontem, quinta-feira (13), o candidato ao senado Antonio Neto participou de plenária na sede do Sintetel. O senador de Ciro Gomes em São Paulo assinou um termo de compromisso pela revogação de diversas medidas aprovadas pelo atual governo, em especial, a deforma trabalhista.

 

Além da Lei 13.467/2017, no termo, Neto se comprometeu a lutar contra a deforma da Previdência do governo Temer, que lesa os trabalhadores, incentivar a retomada da política de recuperação do salário mínimo, taxação de grandes fortunas e pagamento de Imposto de Renda sobre lucros.

 

Trabalhará pela retomada dos programas de desenvolvimento, investimentos em educação, pesquisa, saúde e habitação, além de saneamento básico e ferrovias.

 

Muitas das questões levantadas pelos trabalhadores em telecomunicações estão no Projeto Nacional de Desenvolvimento que Neto ajudará Ciro Gomes a aplicar no país.

 

“Vamos revogar a reforma trabalhista e discuti-la na ótica do trabalho. Não podemos aceitar uma deforma que permite que mulher grávida trabalhe em lugares insalubres, que criou o trabalho intermitente, que acabou com a Justiça gratuita do Trabalho, entre outros absurdos”, defendeu Neto.

 

A revogação da Emenda Constitucional 95 é o passo inicial para concretizar o retorno de programas de desenvolvimento e para retomada de investimento em diversas áreas.

 

“Somos favoráveis à revogação do Teto dos Gastos, que congelou os investimentos em saúde, educação e segurança para os próximos 20 anos. Temos que revogar também a venda do Pré-Sal e as isenções para as transnacionais do petróleo”, afirmou Neto, que também citou a reforma tributária como bandeira do seu mandato.

 

“Está na hora de inverter essa história do imposto ser muito regressivo. O trabalhador compra uma moto para sustentar sua família e paga IPVA, mas Iate, Jet ski, ou avião executivo, não pagam. Ou seja, o rico não paga imposto no Brasil. Lucros e dividendos, só o Brasil e a Estônia não cobram. Precisamos reverter isso”, disse Neto.

 

O candidato a senador também comentou sobre a geração de empregos imediata, através de retomada de obras, dos projetos de educação de tempo integral e profissionalizante e o aumento da presença do Governo Federal no combate à criminalidade.

 

 

Hashtags: