Notícias

No dia 6 de fevereiro a empresa Tel Telemática resolveu agir como de costume e não pagou o aumento do salário mínimo como sua obrigação. Os diretores Marcos Pires, Alielson, Josué e Roslavo estão a frente do movimento. A bandeira Nenhum Direito a Menos se realiza na prática diante de cada ataque patronal aos direitos dos trabalhadores.

Em Salvador, foi realizado Ato de Advertência na porta da empresa. 

A FENATTEL apóia a mobilização na TEL  e orienta os sindicatos. Cada empresa de teleatendimento que não integralizar o salário mínimo, deve ser paralisada. É uma vergonha para a imagem destas empresas no mercado não quererem pagar, como diz o nome, o mínimo!